Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Vale cancela pagamento de bônus a executivos e remuneração a acionistas

Rompimento de barragem em Brumadinho (MG) matou ao menos 58 pessoas

Por Da redação
Atualizado em 30 jul 2020, 19h57 - Publicado em 28 jan 2019, 08h53

Em reunião realizada na noite deste domingo 27, a Vale decidiu suspender o pagamento de dividendos e juros sobre o capital próprio para acionistas e do pagamento de remuneração variável aos executivos da empresa após rompimento de barragem que resultou na morte de ao menos 58 pessoas em Brumadinho (MG).

Neste domingo, Vale sofreu um bloqueio judicial de 11 bilhões de reais. A empresa também foi multada pelo IBAMA e pelo Estado de Minas Gerais nos valores de 250.000 reais e 99 milhões de reais, respectivamente.

A empresa anunciou também que vai criar comitês voltados a medidas de segurança vinculados ao Conselho de Administração da empresa. Os Comitês Independentes de Assessoramento Extraodinário (CIAE) serão compostos por nomes de fora da empresa, “independentes e com experiência nos temas de que se ocuparam”, informou a Vale.

O primeiro, chamado de CIAE de Apoio e Reparação, será responsável pelo acompanhamento das providências destinadas à assistência às vítimas e à recuperação da área atingida pelo rompimento da barragem.

O segundo, nomeado de CIAE de Apuração, será responsável por apurar as causas e responsabilidades pelo rompimento da barragem.

A barragem do Córrego Feijão, da Vale, em Brumadinho (MG), se rompeu na sexta-feira, 25. Até o momento, 58 pessoas morreram, 305 ainda estão desaparecidas e 192 foram resgatadas com vida. Uma equipe com 130 membros das Forças Armadas de Israel chegou na noite deste domingo ao local para ajudar nas buscas.

 

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.