Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

“A Vale foi incompetente”, diz prefeito de Brumadinho

O prefeito responsabilizou o Estado e a Vale pela tragédia e isentou a prefeitura de culpa. Ele disse ainda que vai multar a Vale em R$ 100 milhões.

Por Da Redação - Atualizado em 28 jan 2019, 11h34 - Publicado em 27 jan 2019, 15h54

Em entrevista coletiva, o prefeito de Brumadinho, Avimar de Melo Barcelos, o Nenen da Asa (PV-MG), afirmou que a Vale foi “incompetente e inconsequente”. Aos jornalistas, ele responsabilizou o Estado e a Vale pela tragédia e isentou a prefeitura de qualquer culpa. “Vivemos o momento mais triste da história de Brumadinho. Essa tragédia acabou com a nossa cidade”, disse.

Ele disse ainda que vai multar a Vale em R$ 100 milhões. Ele comunicou a decisão ao presidente da Vale, Fabio Schvartsman, com quem esteve na tarde deste domingo. Segundo o prefeito, Schvartsman garantiu ao prefeito que a empresa daria toda a atenção às vítimas e à cidade.

O prefeito também disse que vai exigir da Vale que pague a todos os seus funcionários, mesmo que não estavam trabalhando no momento, além de todo o apoio aos familiares das vítimas. “Esperávamos que a Vale tivesse aprendido uma lição com o que aconteceu em Mariana e deixaram acontecer isso com o nosso município”, disse Barcelos. Segundo ele, a prefeitura não tem nenhuma responsabilidade com o rompimento da barragem. “Foi responsabilidade da Vale. Uma empresa tão grande como a Vale, que vai deixar o restaurante abaixo da barragem? O plano de contenção é responsabilidade da Vale e do Estado”, afirmou.

Barcelos explicou que a tragédia terá um impacto enorme na cidade pelos próximos anos. Segundo ele, a economia de Brumadinho depende majoritariamente da mineração. Só a Vale teria 1 000 empregados na região.

Publicidade

Ele disse que, no momento, a prioridade é resgatar as vitimas. No início da tarde deste domingo, a Defesa Civil retomou as buscas após descartar o risco de rompimento da barragem B6.

(Com Estadão Conteúdo)

 

Publicidade

 

Publicidade

 

Publicidade

 

Publicidade

 

Publicidade

 

Publicidade
Publicidade