Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Rio de Janeiro tem dia de violência neste sábado

Tiroteios foram registrados nas Zonas Oeste e Sul da capital e na Região Metropolitana do Rio; um suspeito morreu na favela da Rocinha

Por Da redação 3 fev 2018, 17h21

Em 24 horas, o Rio de Janeiro registrou pelo menos quatro tiroteios nas Zonas Oeste e Sul da cidade e em pontos da Região Metropolitana. Durante esses confrontos, pelo menos seis pessoas ficaram feridas e uma morreu. O aplicativo Onde Tem Tiroteio, que contabiliza em tempo real esse tipo de ocorrência, registrou pelo menos 12 episódios de violência no Rio entre as 14h desta sexta e as 14h deste sábado.

A madrugada deste sábado foi violenta na favela da Rocinha, na Zona Sul de São Paulo. Um confronto entre policiais da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) e criminosos armados acabou com dois suspeitos baleados — um deles não resistiu aos ferimentos e morreu. Eles foram apreendidos com uma mochila com drogas e rojões, segundo a polícia. O que sobreviveu está internado e sob custódia.

Em Itaboraí, na Região Metropolitana do Rio, um policial militar foi baleado na cabeça após reagir a uma tentativa de assalto. Ele foi socorrido e levado para o Hospital Estadual Prefeito João Batista Caffaro, na mesma cidade.

  • Na Praça Seca, em Jacarepaguá, na Zona Oeste, uma disputa entre traficantes e milicianos terminou com três baleados. Policiais militares conduziram na manhã deste sábado uma operação nas comunidades Chacrinha e Bateu Mouche, onde os intensos tiroteios foram registrados. Segundo a Polícia Militar, dois homens baleados nesses confrontos deram entrada na Unidade de Pronto Atendimento da Taquara. Na manhã deste sábado, uma mulher também foi ferida e levada para a mesma unidade de saúde.

    Ainda na madrugada deste sábado, um homem foi baleado na cabeça ao ser assaltado na Avenida Brasil, na altura de Bangu, na Zona Oeste. Ele foi levado para o Hospital Municipal Albert Schweitzer, em Realengo, também na Zona Oeste.

    (Com Estadão Conteúdo)

     

     

     

    Continua após a publicidade
    Publicidade