Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Renan diz a Temer que fim do impeachment pode ser antecipado

Em jantar, o presidente do Senado afirmou também que as sessões do julgamento de Dilma podem se estender ao longo do fim de semana

Por Da redação 25 ago 2016, 09h34

O presidente do Senado Federal, Renan Calheiros (PMDB-AL), afirmou ao presidente interino, Michel Temer, durante um jantar que o processo de impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff pode ser concluído na madrugada da próxima terça-feira – um dia antes do estimado em cronograma fechado na semana passada –, segundo a edição desta quinta-feira do jornal Folha de S. Paulo.

O jantar aconteceu na residência oficial do presidente da Câmara dos Deputados  e participaram do encontro ministros, senadores e deputados federais. A hipótese atende desejo de Temer, que pretende viajar para a China na noite da próxima terça-feira para participar de reunião do G-20 acompanhado de Renan.

LEIA TAMBÉM:
Senado inicia julgamento do impeachment de Dilma Rousseff

O presidente do Senado também disse que, se necessário, poderá haver sessões parlamentares no sábado e no domingo, o que aceleraria o desfecho do julgamento final de Dilma.

Para que a hipótese de antecipação do impeachment se concretize, o governo federal terá de convencer grande parte da base aliada a abrir mão de discursos, alternativa que tem enfrentado resistência em algumas siglas, segundo o jornal. Além disso, os partidos de oposição estão dispostos a alongar o processo pelo maior tempo possível.

Continua após a publicidade
Publicidade