Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Quatro adolescentes são detidos por espancar travesti até a morte

Vítima de 42 anos foi agredida com tapas, socos, chutes, pauladas e pedradas na periferia de Fortaleza; comoção pela morte mobilizou cúpula do governo

Graças a um vídeo de 1 minuto e 20 segundos, que circula nas redes sociais, a polícia cearense identificou e apreendeu nesta terça-feira, no bairro Bom Jardim, periferia de Fortaleza, quatro envolvidos no assassinato da travesti Dandara dos Santos, de 42 anos. O secretário de Segurança, André Costa, participou pessoalmente da operação, atendendo a pedido do governador do Ceará, Camilo Santana (PT).

Dandara foi brutalmente espancada até a morte. O crime aconteceu no dia 15 de fevereiro. As cenas da agressão coletiva, que contou com socos, chutes, chineladas, pauladas e pedradas, foram divulgadas na sexta-feira na internet. O fato gerou grande comoção nas redes sociais.

De acordo com o delegado titular do 32º Distrito Policial, Bruno Ronchi, os envolvidos no crime são adolescentes já com passagem pela Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA). “Todo atentado contra a vida é um crime hediondo, mas pior ainda quando é motivado pelo ódio e preconceito, por conta de orientação sexual, raça, cor, idade ou sexo”, afirmou o secretário de Segurança.

Na filmagem, Dandara aparece ensanguentada e com as roupas rasgadas. Ao mesmo tempo em que seus algozes a espancam, dizem palavras ofensivas contra ela e a mandam subir em um carrinho de mão. “Suba, suba! Não vai subir, não?”, gritam três jovens enquanto a vítima, sentada no chão, mal consegue se mover por conta das agressões físicas.

Um dos agressores tira do pé o chinelo e bate na cabeça dela a ofendendo com mais xingamentos. Mais chutes e tapas são dados. Dandara, mesmo sangrando e sem forças, tenta em vão subir no carrinho. “A mundiça tá de calcinha e tudo”, ironiza um dos jovens. Outro aparece com um pedaço de madeira e bate repetidas vezes na travesti. Por fim, eles a colocam no carrinho e o vídeo termina com ela sendo levada pela rua.

(Com Estadão Conteúdo)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Não esqueçam, são menores os coitadinhos, não cometeram crime e sim um ato infracional. Não podem apodrecer na cadeia e sim receber uma medida sócio educativa, o que de certa forma é até bom, pois vai um um desses morre numa rebelião e família ainda vai pleitear uma indenização, que você cidadão, que paga impostos, é que vai arcar com a conta.

    Curtir

  2. E agora Maria do Rosário?

    Curtir

  3. Sáo menores, vítimas da Sociedade Opressora.

    Curtir

  4. Marcos Campos

    Paulo Cesar, nao é assim! Isso foi crime por ser travesti, nao foi um assalto, um latrocínio qualquer, aqui se mata sim mais que numa guerra. Mas o horror, a comoção é matar e por apedrejamento apenas por ser travesti, ou gay! Que isso? Ja nao basta tantos assassinatos? Quando um hetero é morto, e nada justifica isso, é desse jeito? Sob tortura e apedrejamento por ser hetero?

    Curtir

  5. Vicente Machado

    Essas bestas humanas são exatamente aqueles que a corja esquerdista, capitaneada pelo sem noção do Chico Buarque endeusa na musica dele: Olha aí o meu guri…coitadinho do meu guri…O Brasil JA ERA! Quem puder tire o time. Com U$500.000 vc abre uma empresa nos EUA e adquire visto permanente. Ou melhor, vá para o Canadá que são os EUA que DERAM CERTO.

    Curtir

  6. Marcelo Coelho

    A covardia, a estupidez, a brutalidade desses seres sub-humanos é de causar asco.

    Curtir

  7. Eramir Soares Coelho

    Animais raivosos como esses não merecem ser presos ! Deveriam ser logo exterminados, p-ara bem da sociedade !

    Curtir

  8. São covardes e deveriam serem fuzilados.

    Curtir

  9. João Ferreira

    Não estou aqui defendendo o Gay, mas era pra pegar esses pestes, colocar no paredão e FUZILAR todos eles para servir de exemplo pros outros maginais menores de 18 anos.

    Curtir