Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

PM é preso negociando fuzil usado por atiradores de elite

O sargento estava no estacionamento de um shopping center no Rio de Janeiro com outros três homens e um fuzil calibre 5.56

Um sargento da Polícia Militar e outros três homens foram presos na noite desta segunda-feira 1º enquanto negociavam a compra de um fuzil calibre 5.56. O encontro estava acontecendo no estacionamento de um shopping center na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, quando policiais civis chegaram ao local por meio de uma denúncia anônima.

O 3º sargento Fábio Henrique Soares, de 39 anos, ocupava o banco do motorista do veículo e a arma foi encontrada no porta-malas. Soares é acusado de integrar a quadrilha que vendia a arma. Segundo a Polícia Civil, o fuzil de calibre 5,56 tem uma luneta para uso de atiradores de elite e era oferecido por 60.000 reais.

Soares é lotado no 5º Batalhão da Polícia Militar, responsável pelo policiamento na região central da cidade, e está na corporação há treze anos. De acordo com a assessoria da Polícia Militar, o policial está sendo ouvido na delegacia do Leblon e, posteriormente, será encaminhado para a Unidade Prisional da PM, no bairro do Fonseca, em Niterói, onde ficam os militares que respondem a ações na Justiça.

Além de Soares, foram presos Welker Iago Cruz Francisco, de 27 anos, que já foi condenado por tráfico de drogas, Bruno Francisco Castro da Costa, de 33 anos, e Thiago de Oliveira da Silva, de 35. A polícia não esclareceu qual deles queria comprar o fuzil.

(Com Estadão Conteúdo e Agência Brasil)