Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Pelo menos 14 são mortos em confrontos na Síria

Cairo, 29 out (EFE).- Pelo menos 14 pessoas morreram neste sábado na Síria, enquanto continua a repressão do regime do presidente Bashar al Assad, apesar do último pedido da Liga Árabe pelo fim da violência no país.

Em comunicado, o Observatório sírio de Direitos Humanos informou sobre a morte de 11 pessoas (dez delas policiais) na província de Idleb, depois que homens armados fizeram uma emboscada a um ônibus que transportava agentes de segurança. Além disso, três pessoas morreram esta manhã na cidade de Homs, entre elas um jovem por disparos de franco-atiradores.

Na cidade também aconteceram duros enfrentamentos entre o Exército sírio e homens armados que supostamente são militares dissidentes. Além disso, uma forte explosão sacudiu a área no ataque a um blindado do Exército.

Estas operações acontecem horas depois da Liga Árabe expressar sua preocupação pela violência na Síria, onde na sexta-feira cerca de 40 pessoas morreram em manifestações que exigem a queda do presidente. A Liga Árabe disse esperar que o Governo sírio proteja os civis e apresente resultados sérios na próxima reunião.

Uma comissão de ministros de Exteriores árabes deve se encontrar no domingo em Doha (Catar) com funcionários sírios para tentar o diálogo entre o regime e a oposição.

Desde março, a Síria é palco de revoltas populares contra o regime de Assad, que já deixaram mais de 3 mil mortos, entre eles 187 menores, segundo os últimos dados da ONU. EFE