Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Operação Greenfield confisca uma aeronave e 139 carros

Justiça determinou o sequestro de 8 bilhões de reais dos alvos da investigação que apura desvios em fundos de pensão

Por Da redação Atualizado em 5 set 2016, 14h46 - Publicado em 5 set 2016, 13h47

A 10ª Vara Federal de Brasília decretou nesta segunda-feira no âmbito da Operação Greenfield o bloqueio de dinheiro em contas bancárias e a apreensão de bens no valor de 8 bilhões de reais, total do montante supostamente desviado dos quatro maiores fundos de pensão do país – Funcef (Caixa Federal), Petros (Petrobras), Previ (Banco do Brasil) e Postalis (Correios). Como cumprimento da medida judicial, a PF  confiscou uma aeronave, 139 carros e 90 imóveis. A investigação apura a ocorrência de crimes de gestão temerária e fraudulenta nos fundos.

O montante corresponde a contas bancárias de 103 pessoas físicas e jurídicas, alvos da Operação. A Justiça do DF também expediu mandados de condução coercitiva contra o ex-presidente do Postalis Alexej Predtechensky; o ex-presidente da OAS Léo Pinheiro; os donos da holding J&F, Wesley e Joesley Batista; e o presidente da WTorre, Walter Torre. Dos cinco, apenas Joesley não depôs nesta manhã, pois está no exterior.  A ação é feita em parceria entre a Polícia Federal, Ministério Público Federal, Superintendência Nacional de Previdência Complementar e a Comissão de Valores Mobiliários (CVM). 

Publicidade