Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

No Brasil que dá certo, a hora nem sempre é a certa

Expedição VEJA parte de Barra do Garças, no Mato Grosso, cidade que ignora a lei e segue o fuso de Goiás

Por Gabriel Castro, de Barra do Garças (MT) - 18 maio 2014, 08h51

A Expedição VEJA deixou Barra do Garças (MT) rumo a Brasília às 7h30 deste domingo. Ou seria às 8h30? Ocorre que, oficialmente, a cidade está no fuso horário de Cuiabá, uma hora atrás de Brasília e São Paulo. O destino final deste trecho é Luís Eduardo Magalhães (BA).

O viajante que recorrer à internet para saber a hora em Barra do Garças vai se planejar segundo o fuso da capital do Estado. Se ele já estiver na cidade e confiar no horário informado pelas operadoras de telefonia celular, a resposta será a mesma. A chance de ele chegar atrasado nos compromissos ou encontrar um restaurante fechado porque o expediente já acabou é grande. Afinal, a cidade vive no horário de Brasília, contra os parâmetros oficiais.

Infográfico: A Expedição VEJA, quilômetro a quilômetro

Como fica na divisa com Goiás, Barra do Garças atrai um grande número de trabalhadores e visitantes do Estado, que ajusta os relógios com Brasília. Por isso, os comerciantes pressionaram e a prefeitura encampou a ideia de ignorar o fuso de Cuiabá (a 510 quilômetros de distância). Com uma exceção: no horário de verão, Barra do Garças não adianta os relógios e, no fim das contas, acaba passando cinco meses por ano alinhado com relógios de Cuiabá.

Publicidade

A economia de Barra do Garças vive basicamente da pecuária e do comércio. Mais de 70% das exportações são de carne de boi. O volume de exportações da cidade se multiplicou por nove desde 2002.

O roteiro da expedição
Datas* Cidades
6/5 Jundiaí/SP
8/5 Joinville/SC
10/5 Não-me-toque/RS
13/5 Três Lagoas/MS
16/5 Sorriso/MT
20/5 Luis Eduardo Magalhães/BA
24/5 São Gonçalo do Amarante/CE
27/5 Petrolina/PE
31/5 Sete Lagoas/MG
2/6 Porto Real/RJ
4/6 São José dos Campos/SP
Publicidade