Clique e assine a partir de 9,90/mês

MP pede afastamento de policiais que receberam propina

Traficantes de Vitória transportavam 65 kg de maconha, foram parados por policiais e negociaram para ter o carro devolvido no dia seguinte

Por Da Redação - 24 ago 2011, 08h43

O Ministério Público Federal (MPF) do Rio pediu o afastamento imediato de dois policiais rodoviários federais acusados de receber propina de traficantes de drogas para liberar um carro apreendido com maconha na BR-101, no município de Resende.

O MPF quer ainda que os agentes percam a função pública de policiais rodoviários, tenham os direitos políticos suspensos por oito anos e sejam impedidos de contratar com o poder público ou receber benefícios e incentivos fiscais por seis anos. Na esfera criminal, os policiais já foram condenados pela 2ª Vara Federal de Campos a 10 e 13 anos de prisão e pagar multa de 33 mil reais.

A ação foi movida pelo procurador da República Eduardo Santos de Oliveira, que denunciou criminalmente os policiais em junho de 2010.

Relembre o caso – Em maio de 2010, dois traficantes de uma quadrilha de Vitória (ES), transportavam 65 quilos de maconha. Ao serem parados pelos dois policiais na BR-101, em Resende (RJ), os suspeitos negociaram com eles a liberação do carro no dia seguinte, em Campos (RJ). O serviço de inteligência da Polícia Federal no Espírito Santo flagrou a entrega do veículo pelos policiais a dois integrantes da quadrilha.

Continua após a publicidade

Seis membros do bando foram condenados a penas entre 10 e 14 anos de prisão, além de mais de 177 mil reais de multa, pelos crimes de tráfico de drogas, associação com o tráfico e corrupção ativa.

(Com Agência Estado)

Publicidade