Clique e assine a partir de 9,90/mês

Destaques da semana: saques do FGTS, novo premiê britânico e início do Pan

Governo detalha como será a liberação dos recursos do fundo; no Reino Unido, Partido Conservador vai escolher o sucessor de Theresa May

Por Da Redação - Atualizado em 22 jul 2019, 13h06 - Publicado em 22 jul 2019, 06h30

Comece a semana bem informado e saiba o que será destaque no noticiário:

Sai ou não sai?

A equipe econômica do governo promete apresentar na quarta-feira 24 os detalhes da medida anunciada pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, e pelo presidente Jair Bolsonaro de liberar saques do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). A iniciativa busca estimular o crescimento do pais, ainda em marcha lenta. O anúncio era esperado para a quinta-feira 18, mas foi adiado com a justificativa de que faltavam ajustes técnicos. Pressões do setor da construção civil, que teme escassez de recursos para financiamento, também pesaram na decisão. Entre as medidas estudadas pelo governo, estão a liberação de até 35% do saldo das contas ativas e um mecanismo para limitar saques em casos de demissão.

Herdeiro do Brexit

O Partido Conservador decide na segunda-feira 22 o sucessor de Theresa May em Downing Street 10 – o anúncio do resultado será feito no dia seguinte. Boris Johnson, ex-prefeito de Londres e ativista pró-Brexit, concorre em vantagem com Jeremy Hunt, ministro das Relações Exteriores, pelo posto de primeiro-ministro britânico. A escolha determinará a solução a ser dada para a saída do Reino Unido da União Europeia em 31 de outubro. Johnson defende a secessão mesmo sem acordo entre britânicos e europeus. Hunt mantém posições mais moderadas. Com a paciência no limite, Bruxelas já alertou que não estenderá novamente o prazo do Brexit nem renegociará o acordo firmado com May, rejeitado três vezes pelo Parlamento.

Mais aperto

O governo deve anunciar nesta segunda-feira, 22, junto com o relatório bimestral de receitas e despesas, um novo corte no Orçamento. A informação foi dada no sábado 20 pelo presidente Jair Bolsonaro, que estimou o contingenciamento em 2,5 bilhões de reais. Nas palavras dele, “uma merreca”. Segundo o político, o bloqueio deve atingir uma única pasta. “Ao invés de cortar de seis ou sete ministérios, e todo mundo morrer praticamente, vamos matar um ministério só”, justificou. Em março, houve corte de 30 bilhões de reais. O aperto nas contas públicas busca fazer com que o governo cumpra a meta fiscal mesmo com a recuperação mais fraca da economia.

Ameaça de greve

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, se reúne com líderes dos caminhoneiros nesta semana para tentar apaziguar os ânimos do setor. A classe está insatisfeita com as novas regras para a tabela do frete, que entraram em vigor no sábado 20 e são consideradas desvantajosas para os caminhoneiros. Parte da categoria defende até mesmo uma nova paralisação. Em maio do ano passado, uma greve de caminhoneiros parou o país e afetou o PIB do Brasil em 2018.

Conexão Lima-Tóquio

Os Jogos Pan-Americanos de Lima, no Peru, começam na sexta-feira 26 com diversos atletas brasileiros brigando por medalhas de ouro, como o ginasta Arthur Zanetti, o canoísta Isaquias Queiróz, a judoca Rafaela Silva, os nadadores Bruno Fratus e Ana Marcela Cunha, o mesatenista Hugo Calderano e a esgrimista Nathalie Moellhausen, entre outros. O principal objetivo do Time Brasil, terceiro colocado na última edição, em Toronto-2015, é classificar o maior número possível de atletas para a Olimpíada de Tóquio-2020. As competições vão até 11 de agosto, com 6.690 atletas de 41 países.

Despedida laranja

Um dos primeiros dramas originais da Netflix – junto com House of Cards e Hemlock Grove, ambos já cancelados –, Orange Is the New Black chega ao fim na sétima temporada, com treze episódios que serão disponibilizados no serviço de streaming na sexta-feira 26. A série de Jenji Kohan se tornou um marco da televisão não só porque ajudou a mudar a forma como o público assiste a seriados (a agora comum maratona só foi realmente criada em 2013, quando a Netflix bancou a ideia de lançar temporadas inteiras de uma vez só), mas também porque foi uma das primeiras a prestarem atenção ao quesito diversidade, com um elenco formado principalmente por mulheres – brancas, negras, latinas e trans.

 

Conheça os detalhes de cada etapa da história de Gilmar Mendes em mais uma edição do podcast Funcionário da Semana:

Continua após a publicidade
Publicidade