Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Conselho de Ética nega perícia em grampos envolvendo Demóstenes Torres

Embora os grampos tivessem autorização judicial, o advogado do congressista argumenta que apenas o STF poderia dar o aval para que um senador, que detém foro privilegiado, fosse investigado

Por Laryssa Borges 5 jun 2012, 12h26

Principal parlamentar citado no esquema do contraventor Carlinhos Cachoeira, o senador Demóstenes Torres (sem partido-GO) sofreu nova derrota nesta terça-feira ao ter rejeitado o pedido para que fossem periciadas as interceptações telefônicas da Operação Monte Carlo. A decisão foi tomada pelo Conselho de Ética e Decoro Parlamentar do Senado, colegiado que julga o processo de cassação contra o senador.

Na única defesa pública que fez até agora a seus pares, Demóstenes acusou o Ministério Público e a Polícia Federal de fazerem um “conluio” para destruí-lo. No Supremo Tribunal Federal (STF), a defesa do parlamentar tenta derrubar a validade das interceptações telefônicas feitas pela Polícia Federal. Embora os grampos tivessem autorização judicial, o advogado do congressista, Antonio Carlos de Almeida Castro, argumenta que apenas o STF poderia dar o aval para que um senador, que detém foro privilegiado, fosse investigado.

“O processo foi todo montado. A conspiração é de delegados da Polícia Federal e de membros do Ministério Público para pegar um parlamentar, destruí-lo e criar um estado policialesco no Brasil”, disse o senador em depoimento no Conselho de Ética. “Evidentemente que a investigação foi totalmente torta”.

Na avaliação do parlamentar, a Polícia Federal faz “ilações” sobre o teor e o contexto de suas conversas com o contraventor Carlinhos Cachoeira, de quem diz ser amigo. Aos senadores, o político goiano confirmou a amizade com o empresário de jogos, mas afirmou desconhecer quaisquer atividades irregulares dele.

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês