Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Cinco policiais são presos suspeitos de matar servente

Vizinho filmou vítima sendo abordada por policiais; boletim de ocorrência diz que corpo foi encontrado em viela após perseguição em Campo Limpo, Zona Sul

Por Da Redação 12 nov 2012, 11h51

O comandante-geral da Polícia Militar de São Paulo, coronel Roberval Ferreira França, determinou neste domingo a prisão administrativa de cinco policiais militares suspeitos de matar o servente Paulo Batista do Nascimento, de 25 anos, no Campo Limpo, periferia da Zona Sul de São Paulo.

O caso está sendo investigado pela Corregedoria da PM e, se constatada a culpa dos policiais, eles podem ser expulsos da corporação. Além disso, os policiais podem responder criminalmente pela morte, que também está sendo investigada pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), da Polícia Civil.

Leia também:

Média de mortes em São Paulo passa de quatro por dia

Em fim de semana de ataques, ao menos 20 morrem em SP

Vídeo – Um vídeo feito por um vizinho do rapaz e divulgado neste domingo pelo Fantástico, da Rede Globo, mostra os policiais cercando a vítima na frente de uma casa. Os policiais tentavam levar Paulo, que resistia. As imagens mostram os PMs dando um tapa no rosto do rapaz e um chute. Um deles levanta o braço em posição de tiro. Não é possível ver pelas imagens se houve disparo, mas há um barulho e, logo depois, pode-se ver a movimentação de policiais.

Os PMs relataram no boletim de ocorrência que o rapaz estava em um carro que foi perseguido pela polícia anteriormente. Os três ocupantes do veículo, que era roubado, teriam atirado contra os policiais. Paulo seria um deles e teria conseguido fugir. Segundo o relato dos PMs, seu corpo foi encontrado em uma viela do bairro.

Nota divulgada pela Polícia Militar afirma que o comandante da PM “considera lamentável a ocorrência, que não reflete a conduta da maioria dos policiais de São Paulo.”

Continua após a publicidade
Publicidade