Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Advogado é morto próximo à sede da OAB, no Rio de Janeiro

Segundo testemunhas, vítima recebeu mais de dez tiros de homens que desceram encapuzados de um carro, no centro da capital fluminense

Por Ricardo Ferraz, Lucas Mathias Atualizado em 7 Maio 2024, 16h57 - Publicado em 26 fev 2024, 19h28

O advogado Rodrigo Marinho Crespo foi assassinado a tiros, na tarde desta segunda-feira, 26, na Avenida Marechal Câmara, no centro do Rio de Janeiro, próximo à sede regional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Ele era sócio do escritório Marinho e Lima Advogados, especializado em Direito Civil Empresarial, que fica na mesma avenida.

Em perfil profissional nas redes sociais, Rodrigo publicava sobre a regulação do mercado brasileiro de apostas e jogos. Ele atuava há cerca de dez anos em seu escritório, com especialização em Processo Civil e Corporativo. Também era membro efetivo do Instituto dos Advogados Brasileiros (IAB).

De acordo com testemunhas, homens encapuzados desceram de um carro branco e chamaram Rodrigo pelo nome antes de atirar contra ele. Informações preliminares dão conta de que mais de dez disparos foram efetuados. Segundo a Polícia Militar, ao chegarem no local, os agentes “se depararam com um homem já em óbito, caído ao chão, com várias marcas de disparos de arma de fogo”.

“Até o momento, não temos qualquer indício de relação entre o crime e a atividade profissional do advogado, mas vamos cobrar uma investigação dura, rápida e eficiente para que esse fato seja elucidado. É uma violência absurda à luz do dia”, diz o presidente da OAB fluminense, Luciano Bandeira, que está em Brasília para uma assembleia do conselho federal da entidade e viaja essa noite ao Rio.

Continua após a publicidade

Na terça-feira, está marcada uma reunião entre Bandeira e os secretários da Segurança, Victor Cesar Santos, e da Polícia Civil, Marcus Amim, para tratar do tema. O governador Claudio Castro (PL) também acompanha o caso de perto. Em nota, a Polícia Civil afirma que a Delegacia de Homicídios da Capital (DHC) foi acionada e solicitou perícia para o local. Diligências estão em andamento para apurar a autoria e a motivação do crime.

Pelas redes sociais, a OAB-RJ expressou condolências à família de Crespo.

 

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.