Clique e assine a partir de 9,90/mês
VEJA Recomenda Por Coluna Os principais lançamentos da música, do cinema, da literatura e da produção infanto-juvenil, além da TV, comentados pelo time de VEJA

‘Querida Konbini’: o romance que bateu no nervo da solidão no Japão

Livro de Sayaka Murata vendeu 700 000 exemplares no país

Por Redação - 19 out 2018, 07h00
//Divulgação

(Tradução de Rita Kohl; Estação Liberdade; 152 páginas; 39 reais) Aos 36 anos, Keiko Furukura não tem nenhum relacionamento amoroso em vista e trabalha como caixa de uma konbini (loja de conveniência) em Tóquio. Amigos e familiares — sua irmã, sobretudo — não gostam de vê-la nessa situação aparentemente tão medíocre. Nas regras e limites comezinhos do estabelecimento, porém, Keiko parece encontrar alívio para impulsos antissociais que a assombram desde a infância. O romance breve de Sayaka Murata pode ter batido no nervo da solidão urbana no Japão: vendeu 700 000 exemplares no país.

Publicidade