Clique e assine a partir de 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Vereadora comenta saída de Carlos: ele é um no Twitter, outro na Câmara

Teresa Bergher é colega de Carlos Bolsonaro na Comissão de Direitos Humanos do Rio

Por Ernesto Neves - Atualizado em 10 set 2019, 17h19 - Publicado em 10 set 2019, 15h27

Em entrevista ao Radar, a vereadora carioca Teresa Bergher (PSDB) comentou o afastamento de Carlos Bolsonaro da Câmara de Vereadores do Rio de Janeiro.

Carlos pediu licença não remunerada no dia 6 de setembro por motivos pessoais. Pelo regimento interno, ele tem direito a até 120 dias de licença.

“Ele está apoiado no regimento, mas é uma pena para o cidadão que o elegeu, que fica sem seu representante no legislativo municipal. Carlos Bolsonaro é um bom colega. Nunca tive problemas com ele, apesar de termos posições muito diferentes. O Carlos que temos contato na Câmara é bem diferente do Carlos do Twitter. O da vida real é mais legal”, disse Teresa, que é colega de Carlos na Comissão de Direitos Humanos.

Publicidade