Clique e assine a partir de 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

TST vai mediar negociação entre Petrobras e petroleiros grevistas

Greve será suspensa até a realização da reunião nesta sexta-feira, em Brasília

Por Mariana Muniz - Atualizado em 18 fev 2020, 22h34 - Publicado em 18 fev 2020, 22h32

O ministro Ives Gandra Martins, do TST, vai mediar uma negociação entre a Petrobras e os petroleiros que estão em greve nacional desde o inicio do mês. A reunião de mediação ocorrerá nesta sexta-feira, em Brasília.

A decisão foi comunicada em um despacho do ministro emitido na noite desta terça-feira. De acordo com o documento, a realização da negociação está condicionada à “imediata cessação do movimento paredista”. As entidades de classe teriam se comprometido a suspender o movimento grevista em troca da negociação.

Gandra levou em consideração uma decisão da Justiça do Trabalho no Paraná que determinou a suspensão das demissões ocorridas na empresa ANSA, objeto da greve, até o dia 6 de março.

A solução de compromisso temporária também é resultado de quase duas horas de conversas realizadas nesta terça-feira pela Frente Parlamentar Mista em Defesa da Petrobras, liderada pelo senador Jean Paul Prates (PT-RN), no gabinete do ministro. O encontro reuniu outros 16 parlamentares do PT, PCdoB e PSOL.

Continua após a publicidade
Publicidade