Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Sem provas, bolsonarista preso por ataques à democracia e STF mira o TSE

Renan Sena volta a ataque contra tribunal superior e fala em fraude na eleição

Por Evandro Éboli Atualizado em 30 nov 2020, 12h25 - Publicado em 30 nov 2020, 14h30

É extensa a lista de malfeitos e de acusações contra o militante bolsonarista Renan Sena. Ele já foi preso por ataques a ministros do STF, pregou o fechamento do Congresso, avançou sobre manifestantes da enfermagem em frente ao Planalto e responde a alguns inquéritos.

Na última sexta, foi alvo de busca e apreensão pela Polícia Federal.

Insatisfeito, Sena agora mira a Justiça Eleitoral e há duas semanas em frente ao TSE, em cima de um carro som, apontou fraude nas eleições – sem demonstrar qualquer prova – e faz campanha pela voto impresso, uma ideia obsessiva de Jair Bolsonaro, quem cultua.

Sua presença ali já foi detectada e acendeu o radar da turma do tribunal.

Continua após a publicidade
Publicidade