Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Reforma tributária vai dobrar impostos para hospitais, diz pesquisa

Além da proposta do governo, projeto de reformulação das regras do Imposto de Renda também deverá ser responsável pelo aumento de 100%, afirma setor

Por Laísa Dall'Agnol Atualizado em 1 jul 2021, 10h35 - Publicado em 1 jul 2021, 10h30

A reforma tributária deverá aumentar em 100% os impostos para hospitais, diz pesquisa do Sindicato dos Hospitais, Clínicas e Laboratórios de São Paulo.

O levantamento avalia que a proposta do governo, somada ao projeto que trata das novas regras do Imposto de Renda, irá dobrar a taxação aos serviços de saúde.

Apesar de reduzir a tributação de renda, diz o Sindhosp, o projeto de reformulação do IR estabelece aumento de imposto sobre distribuição de lucros e dividendos.

A entidade usa como exemplo o caso do lucro presumido “hospitalar”, regime adotado por clínicas médicas, laboratórios, consultórios odontológicos, casas de repouso e hospitais.

Neste caso, a tributação de IRPJ/CSLL [Contribuição Social sobre o Lucro Líquido] somada à taxação de 20% da distribuição de lucros proposta resultaria em um aumento de carga tributária de mais de 100%.

Somados à Contribuição Social sobre Operações com Bens e Serviços (12%), tributação de distribuição de lucros e IRPJ/CSLL, um estabelecimento de saúde que utilize o lucro presumido “hospitalar” teria uma majoração do seu custo tributário em quase 170%, isso sem contar encargos de folha e outros tributos que já têm de arcar, diz o Sindhosp.

Continua após a publicidade
Publicidade