Clique e assine com 88% de desconto
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Pedro Carvalho. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Recuo de Bolsonaro deixa recado a políticos: com Moro ninguém mexe

Presidente volta atrás em movimento para esvaziar seu ministro mais popular

Por Robson Bonin - Atualizado em 24 jan 2020, 09h26 - Publicado em 24 jan 2020, 09h14

O governo de Jair Bolsonaro é mesmo diferente de outros que já passaram pelo Planalto.

O presidente colocou na rua uma operação pra esvaziar o ministro mais popular do governo, um ministro que flerta com a cadeira que Bolsonaro sonha em conquistar novamente em 2022.

Diante da jogada, pipocaram notícias, análises e artigos com uma mensagem curta dos bastidores do Ministério da Justiça e da Segurança Pública: se o presidente cumprir o que disse, Moro estará fora do governo.

Faca no pescoço maior no colarinho presidencial, ainda não se viu nesse governo. Diante das ameaças colocadas na rua, Sergio Moro recolheu-se em sonoro silêncio. Não desmentiu.

Publicidade

Presidentes convencionais, nessa hora, pagariam para ver diante da ameaça. Já Bolsonaro, entendeu bem a advertência no estilo “se der mais um passo”… Fica tudo como está nesse novo episódio de atrito entre Moro e Bolsonaro. Só que com uma novidade. Com Moro ninguém mexe. Nem mesmo o presidente. Os políticos que entendam!

Em tempo, será que Bolsonaro vai mesmo tirar o homem de Moro, Maurício Valeixo, do comando da Polícia Federal?

Publicidade