Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Pesquisa mostra o avanço do e-commerce chinês no Brasil

56,5% dos entrevistados disseram já ter comprado em plataformas como AliExpress, Shein, Shopee; pesquisa ouviu quase 25 mil consumidores

Por Robson Bonin Atualizado em 22 set 2021, 15h09 - Publicado em 23 set 2021, 11h30

O Instituto Reclame Aqui realizou recentemente uma pesquisa com 24.305 consumidores que utilizam a plataforma para cobrar falhas de diferentes empresas e produtos.

O avanço dos sites que importam produtos diretamente da China chamou a atenção. Segundo o levantamento, 56,5% dos entrevistados disseram já ter comprado em plataformas como AliExpress, Shein, Shopee contra 43,5% que nunca compraram nos canais.

Entre a turma que compra nos sites, as reclamações mais frequentes são o prazo de entrega, serviço de reembolso, rastreamento dos produtos, atendimento da plataforma e qualidade dos produtos.

Já entre quem nunca comprou, os motivos mais citados para não utilizar os canais foram a falta de confiança nos sites (26,1%) e a insegurança ao fazer compras no exterior (27,9%).

Continua após a publicidade
Publicidade