Clique e assine a partir de 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

O que levou Eike a ser preso novamente pela Lava-Jato

Leia mais...

Por Robson Bonin - Atualizado em 8 ago 2019, 10h13 - Publicado em 8 ago 2019, 09h16

Alvo mais vistoso da delação premiada de Eduardo Plass, Eike Batista surge nas revelações do banqueiro como o elemento oculto em operações de compra de ações em participações societárias realizadas por uma empresa de Plass.

Essas jogadas clandestinas no mercado — leia-se manipulação de capitais –, usando o banqueiro como biombo, é que o que comprometem Eike em uma nova frente de investigação da Lava-Jato. Há, na investigação, claro, velhos pecados imputados ao ex-todo-poderoso bilionário.

Publicidade