Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Líder da oposição propõe teste para meta ambiental anunciada por Bolsonaro

Molon vai propor que a Câmara paute a urgência de projeto que estabelece meta de neutralização dos gases estufa até 2050

Por Gustavo Maia Atualizado em 22 abr 2021, 14h20 - Publicado em 22 abr 2021, 15h31

Depois de o presidente Jair Bolsonaro se comprometer a zerar até 2050 as emissões dos gases de efeito estufa, em seu discurso na Cúpula do Clima nesta quinta-feira, o líder da oposição ao governo na Câmara dos Deputados, Alessandro Molon (PSB-RJ), lançou um desafio para testar as se intenções do chefe do Executivo não foram só da boca pra fora.

Molon anunciou que vai propor na próxima reunião de líderes da Câmara que seja pautada a urgência de um projeto de lei que ele protocolou no ano passado, que decreta emergência climática no Brasil e estabelece a meta de neutralização das emissões de gases de efeito estufa no Brasil até o mesmo ano citado pelo presidente nesta manhã.

“Bolsonaro mais uma vez vai à comunidade internacional para anunciar que está trabalhando pela preservação do meio ambiente, enquanto suas ações indicam o contrário. Vamos fazer um teste. Vamos ver se o governo apoia o PL que apresentei no ano passado, que prevê a neutralização das emissões até 2050, como anunciado hoje na Cúpula do Clima. E, caso o governo não apoie, será uma oportunidade para o Congresso demonstrar que tem compromisso com a luta contra o aquecimento global”, declarou o deputado.

Publicidade