Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Bolsonaro anuncia estados que vão sediar a Copa América

Os jogos vão acontecer no Distrito Federal, Rio de Janeiro, Mato Grosso e Goiás, chefiados por governadores alinhados ao presidente

Por Gustavo Maia Atualizado em 1 jun 2021, 18h47 - Publicado em 1 jun 2021, 18h18

Entusiasta e avalista da realização da Copa América no Brasil, o presidente Jair Bolsonaro anunciou há pouco os quatro estados que receberão jogos da competição: Distrito Federal, Rio de Janeiro, Goiás e Mato Grosso do Sul — nesse último, ele errou: o correto é Mato Grosso.

Ele disse que os respectivos governadores se prontificaram a sediar o torneio e ainda citou um quinto, “atrasado” que também teria topado a empreitada de última hora, mas não revelou o seu nome. Este acabou ficando de fora, porque a competição terá apenas quatro sedes.

A Conmebol anunciou na manhã de segunda-feira que o Brasil receberia a Copa América 2021, depois de Colômbia e Argentina desistirem do evento por conta da pandemia da Covid-19. À noite, o ministro-chefe da Casa Civil, Luiz Eduardo Ramos, disse que não tinha “nada certo” sobre a competição e que caberia à CBF decidir junto aos estados sobre as sedes dos jogos.

Nesta terça, Ramos foi ao Twitter confirmar a Copa América no Brasil. “Venceu a coerência! O Brasil que sedia jogos da Libertadores, Sul-Americana, sem falar nos campeonatos estaduais e brasileiro, não poderia virar as costas para um campeonato tradicional como este. As partidas serão em MT, RJ, DF e GO, sem público”, escreveu.

As declarações de Bolsonaro ocorreram durante cerimônia no Ministério da Saúde para a assinatura do contrato de transferência de tecnologia da vacina contra a Covid-19 desenvolvida por Oxford, comercializada pela AstraZeneca e produzida no Brasil pela Fiocruz.

“Decidimos que, no que dependesse do governo federal, seguindo os mesmos protocolos [de outras competições como a Libertadores e as Eliminatórias da Copa do Mundo], nós estávamos em condições de realizar a Copa América aqui no Brasil. Faltava agora então, via não só a CBF bem como com a colaboração do ministro-chefe da Casa Civil, escolhermos as sedes, em comum acordo, obviamente, com os governadores”, disse o presidente.

“E agora já tivemos quatro governadores, né? Aqui de Brasília, Rio de Janeiro, Mato Grosso do Sul e Goiás. E mais um agora, que chegou um pouco atrasado, vamos assim dizer, também se prontificando para sediar a Copa América. Então, pelo que tudo indica, prezado [Marcelo] Queiroga, seguindo os mesmos protocolos, o Brasil sediará a Copa América. Parabéns ao Ministério da Saúde, aos ministros envolvidos, bem como à CBF”, complementou.

Os governadores Ibaneis Rocha (DF), Cláudio Castro (RJ), Mauro Mendes (MT) e Ronaldo Caiado (GO) são alinhados a Bolsonaro.

Continua após a publicidade
Publicidade