Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Após decisão do STF, governador do Amazonas não comparece à CPI

Com a ausência de Wilson Lima, os senadores deverão votar apenas requerimentos de quebras de sigilo de alvos das investigações

Por Gustavo Maia Atualizado em 10 jun 2021, 10h08 - Publicado em 10 jun 2021, 09h07

Amparado por decisão da ministra Rosa Weber, do STF, tomada na noite desta quarta-feira, o governador do Amazonas, Wilson Lima, não comparecerá ao Senado para prestar depoimento na manhã desta quinta na CPI da Pandemia. A oitiva estava prevista para ocorrer na reunião marcada para as 9h30.

Rosa concedeu um habeas corpus a Lima por entender que, como o governador é investigado e foi denunciado, não é obrigado a se incriminar na CPI. Ele ainda tinha a opção de ficar em silêncio durante o interrogatório caso fosse à comissão.

LEIA TAMBÉM: Vitória de Lula contra a Lava-Jato vira, agora, derrota da CPI da Pandemia

O depoimento dele foi antecipado para esta quinta-feira após a Operação Sangria, da Polícia Federal, atingir toda a cúpula do governo amazonense na semana passada. Ele seria o primeiro dos nove chefes estaduais a serem ouvidos pela CPI, que também investiga possíveis desvios de recursos repassados pela União para o enfrentamento da pandemia nos estados.

Com a ausência do chefe do Executivo amazonense, os senadores deverão votar apenas requerimentos de quebras de sigilo de alvos das investigações.

Continua após a publicidade
Publicidade