Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Ala governista do PSL prega “defesa extrema” de Bolsonaro no caso Marielle

As orientações são defesa firme do presidente nas redes e reação aos ataques da oposição no plenário

Por Evandro Éboli 30 out 2019, 13h40

Vinte deputados do PSL alinhados com Jair Bolsonaro fizeram uma reunião na manhã desta quarta.

O encontro já estava agendado e tratariam de questões internas, de como lidar com os aliados de Luciano Bivar e reagir aos seus atos, como expulsão de colegas.

Mas o impacto da reportagem de ontem do Jornal Nacional aditou a pauta.

A ordem é “defesa extrema” do presidente no caso Marielle Franco.

As medidas são: que todos se manifestem nas suas redes sociais e que rebatam discursos da oposição no plenário.

Eduardo Bolsonaro não apareceu na reunião.

Continua após a publicidade
Publicidade