Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Adriana Ancelmo quer derrubar pena de 18 anos de cadeia

Ex-primeira-dama foi chamada por Marcelo Bretas de 'mentora' dos crimes

Por Ernesto Neves 24 out 2017, 13h00

A ex-primeira-dama Adriana Ancelmo entrou com recurso no Tribunal Regional Federal da 2ª Região contra a condenação a 18 anos e três meses de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro.

Segundo o juiz Marcelo Bretas, que cuida da primeira instância da Lava-Jato no Rio, Adriana foi uma das mentoras nos esquemas de corrupção montados pelo governo do marido, o ex-governador Sérgio Cabral.

Ainda segundo o magistrado, Ancelmo usufruiu, como poucos, os luxos bancados pelo dinheiro desviado dos cofres públicos.

Publicidade