Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
VEJA Meus Livros Por Blog Um presente para quem ama os livros, e não sai da internet.

Convidada da Flip, argentina Graciela Mochkofsky lança 1º livro no Brasil

A escritora e jornalista argentina Graciela Mochkofsky (Crédito: Daniel Mordzinzki/Divulgação) Em 22 de fevereiro de 2012, o choque de um trem contra a plataforma da estação Once, na capital da Argentina, Buenos Aires, e seu posterior descarrilamento deixaram 51 mortos e 795 feridos. Nesse ano, a jornalista argentina Graciela Mochkofsky, convidada da Festa Literária Internacional […]

Por Meire Kusumoto Atualizado em 31 jul 2020, 03h29 - Publicado em 15 jul 2014, 20h18
A escritora e jornalista argentina Graciela Mochkofsky (Crédito: Daniel Mordzinzki/Divulgação)

A escritora e jornalista argentina Graciela Mochkofsky (Crédito: Daniel Mordzinzki/Divulgação)

Em 22 de fevereiro de 2012, o choque de um trem contra a plataforma da estação Once, na capital da Argentina, Buenos Aires, e seu posterior descarrilamento deixaram 51 mortos e 795 feridos. Nesse ano, a jornalista argentina Graciela Mochkofsky, convidada da Festa Literária Internacional de Paraty (Flip) de 2014, deixou de lado seus outros projetos para se dedicar à investigação do caso, detalhado em seu primeiro livro traduzido para o português, o recém-lançado Estação Terminal – Viajar e Morrer como Animais (tradução de André de Oliveira Lima, e-galáxia, 220 páginas, 9,90 reais). A obra, disponível apenas em formato digital, já pode ser adquirida nas lojas virtuais Amazon, iBooks (Apple), Google Play, Livraria Cultura, Saraiva e IBA, a banca digital da Editora Abril.

Estação terminalEm Estação Terminal, Graciela tece dura crítica ao governo Cristina Kirchner a partir do drama pessoal das vítimas e de seus parentes, pessoas que vivem à mercê de um sistema político perverso e corrupto. A jornalista denuncia a precariedade do serviço de transporte ferroviário no país, que mal se sustenta com trilhos danificados e trens antigos, e sistemas falhos de freios, velocímetros e amortecedores.

Graciela, considerada um dos grandes talentos do jornalismo atual no país, se especializou na cobertura de política e costuma abordar em seus trabalhos as relações entre mídia e poder. Na Flip, ela trata do tema durante a mesa “Narradores do Poder”, ao lado do jornalista americano David Carr, no dia 2 de agosto, às 21h30.

Leia também:
Millôr Fernandes inspira a ‘Flip da contestação’
Escritores latinos são os primeiros confirmados na Flip

[lista id=”3010″]

Continua após a publicidade
Publicidade