Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana
Maquiavel Por Coluna A política e seus bastidores. Informações sobre Planalto, Congresso, Justiça e escândalos de corrupção. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Senador do Amazonas rebate Flávio Bolsonaro sobre Manaus: ‘inadmissível’

Eduardo Braga (MDB-AM) disse que vai pedir intervenção do governo federal na Secretaria Estadual de Saúde

Por Gabriel Mascarenhas Atualizado em 15 jan 2021, 13h47 - Publicado em 15 jan 2021, 13h28

Eduardo Braga, senador pelo MDB do Amazonas, rebateu a afirmação feita pelo seu colega de Parlamento, Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), de que o governo federal não tem qualquer responsabilidade sobre o colapso do sistema de saúde de Manaus.

“No início de dezembro, eu avisei ao ministro Eduardo Pazuello que, se nada fosse feito, o caos se instalaria em Manaus. E qual foi a medida preventiva do governo para evitar isso? Nenhuma! É inadmissível a oitava economia do mundo não ser capaz de prover oxigênio a um município de 2 milhões de habitantes. Claro que o governo federal é responsável, sim”, acusa Braga.

Mais cedo, nas redes sociais, Flávio escreveu: “Governo Bolsonaro, mais uma vez, provando que ninguém fica pra trás mesmo quando a responsabilidade pelo problema não tem absolutamente nada a ver com a esfera federal. Povo de Manaus, contem conosco!”

Eduardo Braga criticou a manifestação do filho Zero Um do presidente: “Frase completamente infeliz”.

  • O senador amazonense, ferrenho opositor do governador do estado, Wilson Lima (PSC), vai oficializar à Presidência da República um pedido de intervenção na Secretaria de Saúde estadual. Braga diz que, informalmente, já fez o pedido ao presidente, Jair Bolsonaro: “Mandei um WhatsApp. Ele nem respondeu”, afirma.

    Continua após a publicidade
    Publicidade