Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Publicidade
Maílson da Nóbrega Por Coluna Blog do economista Maílson da Nóbrega: política, economia e história
Cabe ao Judiciário interferir em decisões do Legislativo, inclusive as de natureza orçamentária, no caso de violação de normas e princípios constitucionais
O novo texto abandona princípios da Lei de Responsabilidade Fiscal e interfere absurdamente nas funções do Judiciário e de órgãos que atuam nos precatórios
Há muitos defeitos na medida que dá calote nos precatórios
Se concretizada, a medida pode destruir de vez âncora fiscal; se for abortada, a frustração dos funcionários implicará custo político para o presidente
Estabelecer regras de transparência para elas não seria suficiente para eliminar todas as suas impropriedades e inconstitucionalidades
A suspensão imediata das emendas do relator elimina uma excrescência institucional e pode contribuir para a rejeição da problemática PEC dos Precatórios
As estatais são de outros tempos. O teto de gastos é essencial
Cheia de defeitos e inconstitucionalidades, a PEC, se afinal aprovada, deixará armada uma bomba para explodir no colo de próximos governos
Quedas no mercado acionário e aumento na cotação do dólar não constituem ação deliberada contra o país
O presidente está mais preocupado com seu projeto de reeleição do que com a contribuição que a privatização da empresa daria à economia brasileira
A compostura é essencial no exercício da Presidência
Não é seguro que as chuvas de setembro continuem em outubro e novembro, meses críticos para afastar o risco de racionamento de energia elétrica
O relatório mantém erros da proposta anterior e cria outros. Dificilmente pode dar certo
Criação de fundo para evitar altas de gasolina, diesel e gás de cozinha neutralizaria o papel fundamental dos preços em uma economia de mercado. Seria ruim
Os estados não têm culpa pelo aumento da gasolina, do diesel e do gás de cozinha. Mudar a regra de tributação dos combustíveis não é simples
A inovação e a difusão de conhecimento são o âmago do processo
Proposta de PEC do ministro da Economia, presidente da Câmara e presidente do Senado, de transferir parte da despesa para 2023, é pior que sugestão anterior
O discurso de Bolsonaro na ONU primou pela descrição de um cenário róseo da economia, longe da realidade, e por inverdades
Eles foram criados no mundo inteiro para suprir falhas de mercado e assim promover o crescimento. O benefício ao pobre veio de forma indireta
Publicidade