Clique e assine a partir de 9,90/mês
Coluna da Lucília Por Lucília Diniz Um espaço para discutir bem estar, alimentação saudável e inovação

Construa sua longevidade

Ser velho ou jovem pode ser uma questão de decisão. A juventude se expande quando você abraça a vida longa

Por Lucília Diniz - 9 Jan 2020, 20h36

Quero viver muito. E bem. Aposto que você também quer. Na Inglaterra, completar 100 anos é um feito que merece um telegrama de felicitações da Rainha Elizabeth II. A honra de bater a marca dos 100 anos merece ainda mais reverências se você chega lá com corpo e mente sãos.

A expectativa de vida aumentou e estamos vivendo mais e melhor. A Itália decidiu recentemente que, antes dos 75 anos, ninguém pode carregar a carteirinha de idoso. A Sociedade Italiana de Gerontologia e Geriatria atestou que uma pessoa de 65 anos tem a forma física e cognitiva de um adulto de 45 anos há três décadas. Para ser considerado velho na Itália é preciso passar dos 75.

Sou uma mulher que chegou muito bem aos 63 anos. Superei a obesidade, tendo começado aos 38 anos. Alguns parentes e amigos começaram ainda mais tarde, e também chegam bem em idades mais avançadas que a minha! O que funcionou para mim foi criar uma disciplina alimentar. E mergulhar fundo no desafio do condicionamento físico. Essa experiência me transformou.

Aos 40 anos, resgatei minha saúde de volta e mudei meu destino. Prorroguei a minha expectativa de vida. A longevidade é uma construção que depende de avanços científicos e sociais, mas também dos nossos hábitos e da firme decisão de abraçar uma vida longa. E nunca é tarde para começar.

Continua após a publicidade

Carrego a crença de que ser velho ou ser jovem é muito mais uma decisão do que um fato. Isso depende do seu olhar para a vida, sua energia, seu vigor, seu otimismo. E essa decisão pode muito bem começar aos 50 anos

Adiar a velhice por uma década, tal como decretaram os italianos, é uma demonstração de que estamos vivendo melhor. A medicina avançou e o mundo tem inspirado muito mais a adoção de hábitos saudáveis, elementos que impactam na disposição de gente com mais idade.

Em 2019, completei a pé mais de 550 quilômetros do Caminho de Santiago. Foi uma emoção chegar ao final da jornada com a sensação de ter cumprido muito mais do que um roteiro de viagem. A sensação de domínio do corpo e da alma foi única.

Esse domínio muda a nossa perspectiva de tempo. Você começa a perceber que o caminho que liga o presente e o futuro pode ser mais curto. Com a consciência de que devemos ter uma vida saudável e qualificada, o caminho da longevidade torna-se mais fácil de ser percorrido.

Continua após a publicidade

O frescor da juventude se expande quando você é amigo do tempo. Ser aliado do relógio biológico significa fazer alguns pactos com ele para atrasá-lo.

Com foco e disciplina, há muita juventude e esperança no coração de qualquer idade.

Publicidade