Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Suspeito magoado

“Além de me chamar de ladrão, ela me chamou de burro. Como é que eu vou receber alguém para me levar dinheiro no ministério? Cadê a prova?” Carlos Lupi, ex-ministro do Trabalho, sobre o caso da empresária que o acusou de receber propina para acelerar o registro de um sindicato, sem esclarecer com qual das […]

Por Augusto Nunes Atualizado em 31 jul 2020, 04h32 - Publicado em 1 fev 2014, 21h45

“Além de me chamar de ladrão, ela me chamou de burro. Como é que eu vou receber alguém para me levar dinheiro no ministério? Cadê a prova?”

Carlos Lupi, ex-ministro do Trabalho, sobre o caso da empresária que o acusou de receber propina para acelerar o registro de um sindicato, sem esclarecer com qual das duas qualificações ficou mais magoado.

Publicidade