Clique e assine a partir de 8,90/mês
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Faz sentido

“Independentemente do Lula ser presidente do Brasil, quem vier depois de mim está moralmente, politicamente e eticamente comprometido a fazer muito mais”. Lula, neste sábado, no improviso depois do almoço em Cabo Verde, chamando-se de “mim” e “Lula” na mesma frase, aconselhando o sucessor a não repetir o que ele fez moralmente, politicamente e eticamente […]

Por Augusto Nunes - Atualizado em 31 jul 2020, 14h54 - Publicado em 3 jul 2010, 16h05

“Independentemente do Lula ser presidente do Brasil, quem vier depois de mim está moralmente, politicamente e eticamente comprometido a fazer muito mais”.

Lula, neste sábado, no improviso depois do almoço em Cabo Verde, chamando-se de “mim” e “Lula” na mesma frase, aconselhando o sucessor a não repetir o que ele fez moralmente, politicamente e eticamente porque a qualquer momento a Justiça pode descobrir que a lei vale também para o presidente da República.

Publicidade