Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Como é que é?

“Pois esse aparente retorno da linguagem sobre si mesma produzido pela arte é sua maneira de expressar a consciência do esgotamento da força expressiva de nossas convenções, consciência do desabamento do mundo que, até aquele momento, nossa linguagem suportou”. Vladimir Safatle, professor de Filosofia da USP, em sua coluna na Folha desta terça-feira, sobre a […]

Por Augusto Nunes Atualizado em 31 jul 2020, 07h16 - Publicado em 6 dez 2012, 20h02

“Pois esse aparente retorno da linguagem sobre si mesma produzido pela arte é sua maneira de expressar a consciência do esgotamento da força expressiva de nossas convenções, consciência do desabamento do mundo que, até aquele momento, nossa linguagem suportou”.

Vladimir Safatle, professor de Filosofia da USP, em sua coluna na Folha desta terça-feira, sobre a obra de Décio Pignatari, mostrando o que acontece quando um pensador do PT resolve dizer o que acha de alguma coisa em dilmês erudito.

Publicidade