Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

A Argentina flerta com a catástrofe

A pátria do tango precisa recuperar a sensatez e livrar-se do câncer peronista

Tomara que a maioria do eleitorado argentino reencontre nas próximas semanas o caminho da sensatez, que passa pela reeleição de Mauricio Macri e conduz ao sepultamento definitivo do peronismo. Esse câncer que atormenta o país vizinho desde meados do século passado, na sua mutação mais recente, assumiu a forma do kirchnerismo.

Alberto Fernández é um Lula em liberdade e mentindo em espanhol. Cristina Kirchner, candidata a vice, é uma Dilma de tango. Ambos sonham com uma Argentina politicamente bolivariana e economicamente distante do mundo civilizado.

Somadas, essas duas opções balizam o caminho mais curto para a catástrofe.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Paulo Bandarra

    Quem nasceu para vintém nunca chega a tostão.

    Curtir

  2. Paulo Bandarra

    Com o desgoverno Bolsonaro podemos chegar a mesma situação daqui a quatro anos.

    Curtir

  3. Geraldo Pereira

    Achava que só parte de brasileiros não sabem votar. Enganei-me. Argentinos também não sabem. Caso o Mula argentino ganhe, breve, breve o País vizinho se transformará numa Venezuela.

    Curtir