Tarja para o tema Osama bin Laden

Osama bin Laden

Depois de 3.519 dias, duas guerras e 1,18 trilhão de dólares em gastos militares, "a justiça foi feita". Foi assim que o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, anunciou a morte do homem mais procurado do planeta, o terrorista mais famoso da história e o mandante do maior atentado já cometido no mundo. O saudita Osama bin Laden, de 54 anos, foi executado com um tiro na cabeça, numa operação militar realizada nos arredores de Islamabad, capital do Paquistão, a poucos meses do décimo aniversário do 11 de Setembro.

Imagem do número 2 da Al Qaeda, Ayman Al Zawahiri, divulgada pelo grupo de inteligência SITE

O sucessor

Para oficial americano, recém-nomeado Zawahiri não tem mesma liderança de Osama bin Laden

O terrorista Osama bin Laden

A trajetória de Osama bin Laden

Chefão terrorista largou a vida de conforto em Riad para travar uma guerra santa no Afeganistão

     

 

Multidão sai às ruas para comemorar

   

Vídeo

Vídeo

O interior do quarto de Osama bin Laden

 
Vídeo

Vídeo

Esconderijo de Osama bin Laden em chamas

 

Cronologia do terror

Conheça a trajetória de Osama bin Laden


  • 1957 Nasce em Riad, na Arábia Saudita.
  • 1968 Seu pai, o magnata saudita da construção Mohammad bin Laden, morre em um acidente. Osama, com 11 anos, herda 80 milhões de dólares.
  • 1973 Liga-se a grupos islamitas e aumenta sua fortuna administrando os negócios da família.
  • 1984 Viaja ao Afeganistão com a invasão soviética (1979). Assume o comando e financia uma brigada de 20.000 homens recrutados em vários países do mundo árabe.
  • 1988 Suposta data da criação da rede Al-Qaeda, ou seja, um ano antes da retirada soviética do Afeganistão.
  • 1991 Com a guerra do Golfo, Bin Laden declara a "guerra santa" aos Estados Unidos, acusados de ocupar sua terra natal, a Arábia Saudita, mobilizando tropas após a invasão do Kuwait pelo Iraque.
  • 1992 Volta à Arábia Saudita, mas seu apoio aos grupos islamitas violentos no Egito e na Argélia lhe custa a apreensão de seu passaporte. Expulso da Arábia Saudita, se instala no Sudão.
  • 1994 Bin Laden perde a nacionalidade saudita após a publicação de "fatwas" (decretos religiosos) denunciando os Estados Unidos e a família real saudita.
  • 1996 Sob a pressão das Nações Unidas, o Sudão exige que Osama abandone o país. Ele reaparece no Afeganistão.
  • 7 de agosto de 1998 Atentados contra as representações americanas em Nairóbi (Quênia) e Dar es Salaam (Tanzânia), que deixaram 224 mortos. Três meses depois, é acusado nos EUA por assassinato e complô com intenção de matar norte-americanos fora de território americano.
  • 1999 É incluído pelo FBI na lista das dez pessoas mais procuradas do mundo.
  • 11 de setembro de 2001 Três aviões são desviados e usados como mísseis para realizar atentados espetaculares contra as torres gêmeas do World Trade Center em Nova York e contra o Pentágono em Washington. Um quarto avião desviado cai na Pensilvânia. É o maior atentado terrorista da história.
  • 13 de setembro de 2001 Bin Laden é apontado pelos Estados Unidos como o principal suspeito desses atentados.
  • 23 de setembro de 2001 Washington oferece 25 milhões de dólares por qualquer informação que leve a sua captura.
  • 7 de outubro de 2001 Início dos ataques britânico-americanos no Afeganistão contra campos de treinamento de Bin Laden e instalações militares. Bin Laden comemora os atentados, e promete aos Estados Unidos que o país "nunca mais se sentirá seguro".
  • 13 de dezembro de 2001 Washington divulga uma fita de vídeo em que Bin Laden assume a responsabilidade, planejamento e execução dos atentados de 11 de setembro.
  • 31 de janeiro de 2002 31 de janeiro: Bin Laden jura combater os Estados Unidos "até a vitória ou até que nos reencontremos com Deus"
  • 1º de maio de 2011 O presidente Barack Obama anuncia a morte de Bin Laden em uma operação no Paquistão.
 

Custo das guerras para os EUA desde 2001

Fonte: Cost of War
 

Últimas notícias de Osama bin Laden

 

 
 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados