Clique e assine com até 92% de desconto

A geração que trocou as relações sexuais por outros interesses

Cientistas vêm percebendo que jovens da chamada geração Z estão menos interessados em sexo do que o normal

Por Da Redação 11 set 2020, 19h14

Uma pesquisa recente feita pelo Instituto Karolinska, localizado na Suécia, em parceria com o Departamento de Medicina da Universidade de Washington, nos Estados Unidos, mostrou que os jovens da geração Z, nascidos em 1995 e 2010 estão menos interessados por sexo do que os mais velhos.

Entre as causas desse novo tipo de comportamento, para alguns especialistas, estão o fato de que o sexo deixou de ser uma grande prioridade, já que os jovens estão transferindo sua libido para outros setores da vida e a ultra conectividade, que tornou o contato menos importante na hora de se relacionar.

 

  • A atividade sexual, e a liberdade que a envolve, parece ter alcançado um patamar diferente. O direito de escolha que as gerações anteriores lutaram para ter se manifestou em uma nova liberdade: a de não fazer, ou fazer pouco, por escolha própria.

    Continua após a publicidade
    Publicidade