Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Morte de voluntário da CoronaVac foi causada por sedativos e opioides

Informações corroboram a tese de que a morte não tem nenhuma relação com o imunizante do Butantan

Por Da Redação Atualizado em 12 nov 2020, 22h10 - Publicado em 12 nov 2020, 21h36

Nesta quinta-feira, 12 de novembro, os Institutos de Criminalística e Médico Legal de São Paulo informaram que o voluntário que participava dos testes da vacina CoronaVac morreu de intoxicação por uso exagerado de opioides, sedativos e álcool. Segundo o laudo, os compostos químicos foram encontrados no sangue do paciente.

O mundo bateu um novo recorde no número de contaminados em 24 horas. A informação é da Universidade Johns Hopkins, instituição americana que se tornou referência nas estatísticas sobre a pandemia. Foram 666 mil casos (666.053), superando a marca da última sexta, quando foram registrados 641 mil casos (641.152).

Nas últimas 24 horas, foram 33.207 novos casos de coronavírus e 908 mortes causadas pela doença, de acordo com dados do Ministério da Saúde. No total, o país acumula agora 5.781.582 infectados, 164.281 óbitos e 5.256.767 recuperados. A média móvel dos últimos sete dias é de 23.866 casos e de 357 mortes.

Leia mais sobre a pandemia de coronavírus: http://abr.ai/coronavirus-ultimas

Continua após a publicidade
Publicidade