Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Tuíte de Bolsonaro teve impulso de bots, mas tática se voltou contra ele

Com uma postagem de apoio ao presidente a cada 3 minutos, conta voltou à ativa para defendê-lo no caso do post sobre jornalista de 'O Estado de S. Paulo'

Em reportagem de 9 de janeiro, VEJA verificou que uma leva de robôs no Twitter, que atuaram a favor de Bolsonaro durante a campanha eleitoral, haviam sido desativados. Os perfis, que antes tentavam imitar uma pessoa comum, encontravam-se com o nome de “contavazia”, seguido de números e uma foto com um globo azul. Todos também seguiam os mesmos 39 perfis e eram seguidos por 37 contas, sendo que os tuítes e curtidas passados foram apagados. 

Agora, uma nova checagem dessa prática no Twitter revelou um retorno à vida dos bots. A publicação enganosa do presidente de um áudio vazado em que a repórter Constança Rezende, do jornal O Estado de S. Paulo, conversa com um interlocutor sobre as investigações acerca dos depósitos irregulares de Flávio Bolsonaro, teve impulsionamento de contas automatizadas.

Entre os exemplos mais ativos está o perfil @eaitutupom, com data de criação de fevereiro de 2019 e que fez uma média de uma postagem favorável ao presidente a cada três minutos, somando 20.700 tuítes. Momentos antes do fechamento desta nota, aliás, a conta protegeu o acesso de suas publicações. Antes disso, era possível verificar a origem das postagens. Algumas delas eram feitas por meio do site “Cheap Bots, Done Quick!”, que justamente cria contas autônomas no Twitter.

Veja também

Ainda sim, mesmo com a ajuda de robôs, a repercussão do tuíte foi negativa para o presidente. Dados da plataforma Buffer, com base nas palavras-chaves em referência a Jair Bolsonaro, mostram que, após a postagem, cerca de 60% das menções foram ruins, em comparação a meros 5% favoráveis (o restante foi tido como neutro).

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Eduardo Martins

    Veja está cada vez pior. Pouca coisa da imprensa hoje se aproveita, e certamente a Veja não está incluída. Minha assinatura com vocês já era. Espero que fechem.

    Curtir