Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Faça um passeio virtual pelo bunker que abriga o WikiLeaks

Com exclusividade, VEJA mostra - através de fotos em 360º - como é o local de trabalho do site que divulga os documentos sigilosos da diplomacia americana

O bunker sueco foi escavado numa montanha e possui uma só entrada, protegida por uma porta metálica – que tem meio metro de espessura

Parece o cenário de um filme de James Bond – e, pelo que se ouviu sobre o WikiLeaks nas últimas semanas, isso não é coincidência. O site que provocou um terremoto nas relações internacionais ao revelar milhares de documentos sigilosos da diplomacia americana está abrigado num bunker construído nos tempos da Guerra Fria. Tudo para proteger os arquivos de conteúdo explosivo obtidos pela equipe do polêmico Julian Assange. Nas imagens abaixo – que o site de VEJA revela com exclusividade – é possível fazer um passeio virtual pelo local onde estão os servidores do WikiLeaks (na primeira foto) e pela sala onde os responsáveis pelo site trabalham (a foto seguinte). O bunker, capaz de resistir até a um ataque com bomba nuclear, fica 30 metros abaixo da cidade de Estocolmo, na Suécia. Foi escavado numa montanha e possui uma só entrada, protegida por uma porta metálica de meio metro de espessura. Pertencente a uma empresa chamada Bahnhof, o bunker tem geradores de energia retirados de antigos submarinos alemães. A seguir, as fotos em 360º do esconderijo:

O salão que abriga os servidores

Jann Lipka

Tabela
ERROR:

Javascript not activated

O local de trabalho da equipe do site

Jann Lipka

Tabela
ERROR:

Javascript not activated