Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Sofrimento emocional eleva risco de morte por AVC

Novo estudo mostrou que pessoas que sofrem de ansiedade, depressão e insegurança têm até 66% mais chances de ter um acidente vascular cerebral

Ansiedade, depressão, distúrbios do sono, insegurança e outros problemas de ordem emocional elevam o risco de uma pessoa morrer devido a um acidente vascular cerebral (AVC) ou a uma cardiopatia isquêmica. Essa é a conclusão de um estudo feito na Universidade de Londres, no Reino Unido, e publicado nesta segunda-feira no periódico Canadian Medical Association Journal (CMAJ).

Para avaliar o impacto das desordens psicológicas sobre a saúde cardíaca da população, os pesquisadores selecionaram 68.652 homens e mulheres com idade média de 55 anos. No início do trabalho, nenhum participante tinha problemas cardiovasculares. Ao longo de oito anos, cada indivíduo respondeu a questionários que avaliaram sua saúde mental. Segundo o estudo, problemas psicológicos foram frequentes em 14% dessas pessoas, especialmente entre os mais jovens, as mulheres e os fumantes. Até o final da pesquisa, 2.367 participantes morreram por doenças cardiovasculares, sendo que 1.010 dos casos foram por doença cardíaca isquêmica e 562 por AVC.

Leia também:

Stress pós-traumático está ligado a doença cardíaca

A equipe concluiu que os problemas psicológicos estão associados a mortes por eventos cardiovasculares, especialmente em relação a essas duas doenças, elevando em 66% o risco de uma pessoa morrer por derrame cerebral e em 59% por doença cardíaca isquêmica. De acordo com os pesquisadores, esses resultados sugerem que a saúde mental dos pacientes deve ser levada em consideração na hora de analisar os riscos de uma pessoa ter um problema cardiovascular.

Clique nas perguntas abaixo para saber mais sobre doenças cardíacas:

  • Causas e sintomas
  • Prevenção e tratamento

Ricardo Pavanello, supervisor de cardiologia do Hospital HCor. Ricardo Pavanello, supervisor de cardiologia do Hospital HCor. Ricardo Pavanello, supervisor de cardiologia do Hospital HCor. Vídeo Vídeo Vídeo Vídeo Vídeo Vídeo Vídeo Vídeo Vídeo Vídeo Vídeo

Quais são os principais problemas cardíacos?

Como se caracterizam os principais problemas cardíacos?

O que é mal súbito?

(Fabiano – Colombo/Paraná)

Quais são as principais causas dos problemas cardíacos?

Quais problemas cardíacos são congênitos?

Quais são os problemas congênitos mais comuns?

O sal ajuda a controlar a pressão arterial?

Por que hoje os problemas no coração são a causa número 1 de mortes?

Quem tem colesterol alto tem mais chances de sofrer problemas cardíacos?

(Paula Estevam – São Paulo – SP)

Quais sinais podem indicar problemas no coração?

  • Quais são os principais problemas cardíacos?
  • Como se caracterizam os principais problemas cardíacos?
  • O que é mal súbito?

    (Fabiano – Colombo/Paraná)

  • Quais são as principais causas dos problemas cardíacos?
  • Quais problemas cardíacos são congênitos?
  • Quais são os problemas congênitos mais comuns?
  • O sal ajuda a controlar a pressão arterial?
  • Por que hoje os problemas no coração são a causa número 1 de mortes?
  • Quem tem colesterol alto tem mais chances de sofrer problemas cardíacos?

    (Paula Estevam – São Paulo – SP)

  • Quais sinais podem indicar problemas no coração?

Vídeo Vídeo Vídeo Vídeo Vídeo Vídeo Vídeo Vídeo Vídeo Vídeo

A partir de que idade é preciso fazer exames e quais devem ser feitos?

(André Luis Silva, Caldas Novas – GO)

Quem é obeso deve procurar um cardiologista?

Que tipo de alimentação pode diminuir as chances de problemas cardíacos?

Quais os alimentos mais prejudiciais ao coração?

Como calcular corretamente a frequência cardíaca para a prática de exercícios físicos?

(Mel Falcão – Feira de Santana – BA)

Que tipo de cuidados as pessoas que já têm problemas cardíacos precisam ter?

Quem tem problemas cardíacos pode praticar esportes?

O que fazer para baixar ou aumentar a pressão arterial em situações de emergência?

Como ajudar uma pessoa que está sofrendo um ataque cardíaco?

  • A partir de que idade é preciso fazer exames e quais devem ser feitos?

    (André Luis Silva, Caldas Novas – GO)

  • Quem é obeso deve procurar um cardiologista?
  • Que tipo de alimentação pode diminuir as chances de problemas cardíacos?
  • Quais os alimentos mais prejudiciais ao coração?
  • Como calcular corretamente a frequência cardíaca para a prática de exercícios físicos?

    (Mel Falcão – Feira de Santana – BA)

  • Que tipo de cuidados as pessoas que já têm problemas cardíacos precisam ter?
  • Quem tem problemas cardíacos pode praticar esportes?
  • O que fazer para baixar ou aumentar a pressão arterial em situações de emergência?
  • Como ajudar uma pessoa que está sofrendo um ataque cardíaco?

*O conteúdo destes vídeos é um serviço de informação e não pode substituir uma consulta médica. Em caso de problemas de saúde, procure um médico.