Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Sauna: os 5 benefícios para a saúde comprovados pela ciência

Do impacto em demências, dores crônicas e na asma: a ciência revela as vantagens da prática

Existem vários benefícios comprovados cientificamente para quem frequenta uma sauna, como redução de riscos cardiovasculares para homens e mulheres, melhora na função cerebral, no humor e na respiração, além de tornar os músculos mais flexíveis.

Entretanto, vale lembrar que existem alguns mitos sobre a prática, como a crença de que ela pode ajudar na perda de peso. De acordo com Jessica Schnur, do Hospital Universitário Stony Brook, nos Estados Unidos, o calor da sauna causa transpiração, que pode diminuir o peso relacionado aos líquidos do corpo, mas esses gramas perdidos devem voltar tão logo os níveis de fluido retornem ao normal.

Ainda assim, existem várias vantagens em visitar uma sauna semanalmente. Conheça algumas:

Benefícios

1. Sistema cardiovascular

Estudo publicado recentemente na revista BMC Medicine descobriu que visitar uma sauna duas ou três vezes por semana pode reduzir em 25% o risco de morte por doença cardiovascular. Já para aqueles que vão à sauna de quatro a sete vezes por semana, esse risco pode cair para 77%. A possível explicação para o fenômeno é o efeito positivo que o calor traz para a frequência cardíaca: segundo pesquisadores, dentro deste ambiente o coração chega a 120 a 150 batimentos por minuto (bpm)  para o sistema circulatório isso representaria um treinamento físico de intensidade baixa a moderada.

A temperatura mais elevada (em média 30°C) ainda pode melhorar a dilatação dos vasos sanguíneos, exercendo efeito positivo sobre a circulação de sangue pelo corpo, que por sua vez ajuda a regular a pressão arterial. Já estudo publicado em maio indicou que visitar uma sauna de quatro a sete vezes por semana pode diminuir em 60% a probabilidade de sofrer um acidente vascular cerebral (AVC). “Esses resultados são empolgantes porque sugerem que essa atividade que as pessoas usam para relaxamento e prazer também pode ter efeitos benéficos sobre sua saúde vascular”, disse Setor K. Kunutsor, principal autor da pesquisa, em nota.

Veja também

2. Cérebro

A frequência das visitas também ajuda a diminuir o risco de doenças neurodegenerativas em homens. Estudo do ano passado publicado na revista Age and Aging mostrou que ir à sauna duas ou três vezes por semana pode diminuir o risco de demência (22%) e de Alzheimer (20%). A justificativa também pode estar relacionada à circulação, que reduz a pressão sanguínea e a inflamação, ajudando a preservar funções cognitivas.

Outro estudo mostrou que uma circulação melhorada também pode proporcionar alívio para quem sofre com dores de cabeças frequentes (15 ou mais vezes por mês).

3. Músculos

Segundo o Medical Daily, pesquisadores da Universidade de Auburn, nos Estados Unidos, apontaram que fazer alongamento dentro da sauna pode melhorar a flexibilidade dos músculos em até 205%. A recomendação é que as pessoas curtam a sessão por cerca de 15 minutos e então façam os exercícios.

Para quem sofre com dores musculares, aqui vem mais um benefício ligado à circulação: a sauna ajuda a reduzir desconfortos e dores nos músculos. Pesquisa anterior mostrou que a redução da dor também se estende para quem sofre de dores crônicas como osteoartrite (doença das articulações caracterizada pela degeneração das cartilagens), artrite reumatoide (doença inflamatória crônica que afeta as articulações) e fibromialgia ( síndrome que provoca dores no corpo por longos períodos).

4. Sistema respiratório

Visitas frequentes a sauna (duas a três vezes por semana) ajudam a diminuir a probabilidade de desenvolver doenças respiratórias, como asma, doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) ou pneumonia. O estudo, publicado em 2017, sugeriu que o calor é o responsável por estes resultados já que beneficia a função pulmonar e, consequentemente, melhora a respiração. 

5. Humor

Artigo publicado na revista Alternative Medicine Review indicou que a sauna pode aumentar os níveis de endorfina (conhecido como hormônio do prazer), promovendo melhora no humor de pacientes com depressão leve. Mesmo para quem não tem o transtorno, a visita é recomendada, pois ajuda a promover o relaxamento. Elas [saunas] são quentes, tranquilas, fechadas e fazem você se sentir seguro e relaxado como se estivesse dentro de um ninho aconchegante”, disse a terapeuta Kathryn Smerling a revista Women’s Health.

Precauções

Apesar de trazer diversos benefícios, nem todas as pessoas podem frequentar uma sauna por questões de saúde. Pacientes com doenças cardíacas, como angina instável (que pode causar ataque cardíaco) ou estenose aórtica (condição que reduz o fluxo de sangue que sai do coração) devem evitar este ambiente. O mesmo vale para quem sofre com problemas de pele, principalmente erupções cutâneas. 

Gravidez

Embora um estudo recente tenha afirmado que a sauna pode ser frequentada por gestantes, muitos especialistas orientam que durante a gravidez as mulheres evitem ir já que o calor excessivo pode implicar em risco de desenvolvimento do feto, provocando defeitos nos tubos neurais.

Portanto, seja na gravidez ou por alguma doença, a recomendação é que as pessoas procurem médico antes de agendar um sessão.