Clique e assine com até 92% de desconto

Refrigerantes aumentam o risco de pedras nos rins

Pesquisa aponta que consumo diário de refrigerantes e outras bebidas adocicadas pode aumentar em até 33% os riscos de pedras nos rins

Por Da Redação 17 Maio 2013, 13h50

Consumir refrigerantes, ou outras bebidas adocicadas (como o ponche), pode aumentar de 23% a 33% os riscos de formação de pedras no rim. De acordo com um estudo publicado no periódico Clinical Journal of the American Society of Nephrology, apesar da ingestão alta e diária de líquidos ser um importante aliado na prevenção das pedras, alguns tipos de bebida acabam facilitando o problema – e podem resultar em casos de reincidência.

CONHEÇA A PESQUISA

Título original: Soda and Other Beverages and the Risk of Kidney Stones

Onde foi divulgada: periódico Clinical Journal of the American Society of Nephrology

Quem fez: Pietro Manuel Ferraro, Eric N. Taylor, Giovanni Gambaro e Gary C. Curhan

Instituição: Brigham and Women’s Hospital, nos Estados Unidos

Dados de amostragem: 194.095 voluntários, acompanhados por oito anos

Continua após a publicidade

Resultado: O consumo diário de refrigerantes e outras bebidas adoçadas pode aumentar em até 23% os riscos de desenvolver pedras nos rins, quando comparado àquelas pessoas que consumem a bebida apenas uma vez por semana.

Para o estudo, foram analisados dados de 194.095 voluntários, em um período de mais de oito anos. Todos responderam a questionários a cada dois anos, com informações contendo histórico médico, estilo de vida e ingestão de medicamentos. Questões sobre a dieta eram atualizadas a cada quatro anos.

Resultados – Descobriu-se que os participantes que consumiam uma ou mais doses de refrigerantes por dia tinham 23% mais riscos de ter pedras no rim, quando comparados àqueles que consumiam menos de uma dose por semana. A maior incidência ficava entre aqueles que consumiam diariamente refrigerantes que não são à base de cola – o aumento era de 33%. Por outro lado, algumas bebidas, como café, chá e suco de laranja, estavam associadas a um baixo risco de formação de pedra nos rins.

“Algumas bebidas estão relacionadas a um menor risco de formação de pedra nos rins, enquanto outras com um risco maior”, diz Pietro Manuel Ferraro, coautor do estudo. “Embora o total de líquido ingerido reduza os riscos de pedras nos rins, essa informação sobre cada tipo de bebida pode ser útil para a implementação de estratégias que reduzam o problema nos pacientes.”

Leia também:

Refrigerantes estão ligados a 180.000 mortes por ano

Beber refrigerante todo dia aumenta o risco de câncer de próstata

Refrigerante aumenta acúmulo de gordura em torno dos órgãos

Continua após a publicidade
Publicidade