Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

FDA endurece diretrizes para aprovação de vacinas contra Covid-19

As novas regras tornam altamente improvável que uma vacina possa ser autorizada até 3 de novembro, dia da eleição nos Estados Unidos

Por Da Redação Atualizado em 6 out 2020, 20h41 - Publicado em 6 out 2020, 20h31

A FDA, agência americana que regula medicamentos e produtos de saúde, divulgou nesta terça-feira, 6, diretrizes atualizadas e mais rígidas para a aprovação emergencial de uma vacina contra o novo coronavírus no país. As novas regras tornam altamente improvável que uma vacina possa ser autorizada até 3 de novembro, o dia da eleição, como queria o presidente Donald Trump.

As novas diretrizes recomendam a coleta de dados extras sobre a segurança das vacinas na fase final dos ensaios clínicos, incluindo o acompanhamento dos voluntários por uma média de dois meses após a dose final. A F.D.A. também espera que os fabricantes de vacinas documentem cinco casos de infecção grave em pessoas que receberam o placebo em vez da vacina.

Desde o início da pandemia de coronavírus, o F.D.A. disse que tem buscado formas de acelerar o desenvolvimento de vacinas sem sacrificar a segurança. Em junho, a agência lançou um conjunto inicial de diretrizes para dar aos desenvolvedores de vacinas uma ideia melhor de como o F.D.A. decidiria se uma vacina era aceitável, seja para uma autorização de uso de emergência ou para uma licença completa. Mas, a insistência do presidente Trump de que uma vacina estaria pronta no dia da eleição, se não antes, gerou desconfiança da população.

A agência apresentou as novas diretrizes ao Escritório de Gestão e Orçamento do Estados Unidos para aprovação há mais de duas semanas, mas Mark Meadows, o Chefe de Gabinete da Casa Branca estava bloqueando a liberação, segundo informações do jornal americano NYT.

Em um comunicado divulgado também nesta terça-feira, 6, o maior grupo comercial da indústria farmacêutica americana, Pharmaceutical Research and Manufacturers of America, disse que apoiava “quaisquer esforços da F.D.A. para fornecer orientação esclarecedora.”

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.