Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Estudo: Microplástico encontrado em placenta humana

Pesquisa italiana apontou para transmissão do composto do corpo da mãe ao do neném

Por Sabrina Brito 22 dez 2020, 19h50

Pequenas partículas de plástico já foram encontradas em diversos lugares mais do que inapropriados, de intestinos humanos a tubos digestórios de animais marinhos. Agora, porém, pesquisadores italianos afirmam ter descoberto microplástico em placenta humana pela primeira vez. O estudo foi publicado neste mês no periódico científico Environment International.

O artigo relata que a presença do composto foi constatada nas placentas de quatro das seis mulheres que concordaram em doá-la à pesquisa depois de dar à luz. O principal medo dos cientistas é de que o químico possa prejudicar o desenvolvimento do feto e até mesmo levar a doenças como pré-eclâmpsia.

Os pesquisadores ainda não sabem como o microplástico teria chegado à placenta, mas duas hipóteses são por meio do sistema respiratório ou do trato digestivo. Eles assinalam ainda que mais estudos devem ser feitos para determinar se a presença dessas partículas podem ativar respostas imunológicas, por exemplo.

Em 2019, a OMS publicou um relatório em que afirma que não há evidências de que ingerir microplástico seja prejudicial à saúde humana. Ainda assim, a descoberta é motivo para, no mínimo, se levantar um alerta.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade