Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Doria diz que SP recebeu apenas metade das doses previstas da Pfizer

Segundo o governador, na terça-feira, 3, foram recebidas apenas 228.000 doses do imunizante; quantidade representa 50% da previsão inicial para o estado

Por Giulia Vidale Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO Atualizado em 5 ago 2021, 19h31 - Publicado em 4 ago 2021, 15h09

O governador de São Paulo, João Doria, disse nesta quarta-feira, 4, que o Ministério da Saúde enviou ao estado apenas metade das doses previstas da vacina contra Covid-19 da Pfizer-BioNTech. “O governo de São Paulo recebeu ontem [terça-feira, 3] 228.000 doses a menos do previsto da vacina da Pfizer. Aquilo que deveria ter sido entregue ao estado não foi”, disse Doria durante uma coletiva realizada no Palácio dos Bandeirantes.

LEIA TAMBÉM: Vamos precisar de uma terceira dose da vacina contra a Covid-19?

De acordo com o governador, não houve justificativa do governo federal sobre a redução na remessa, que pode impactar na vacinação de adolescentes com menos de 18 anos. Atualmente, o imunizante é o único autorizado no Brasil para a faixa etária de 12 a 17 anos. A previsão do governo estadual é iniciar a imunização deste público ainda este mês.

Pelas normas do SUS (Sistema Único de Saúde), cada estado tem direito a uma quantidade de vacinas proporcional à população local, independentemente de público-alvo da vacinação ou tipo de imunizante disponível. Com população aproximada de 46,3 milhões de habitantes, São Paulo tem direito a 22% das vacinas distribuídas pelo Plano Nacional de Imunizações (PNI).

Continua após a publicidade

O governo de São Paulo encaminhou ofício a Brasília pedindo que o restante das doses sejam entregues em até 24 horas.

Vacinas do Instituto Butantan

Na manhã desta quarta-feira, 4, o Instituto Butantan entregou um novo lote, com 2 milhões de doses da CoronaVac, ao Ministério da Saúde. Com a nova liberação, 64,8 milhões de doses do imunizante foram fornecidas ao Brasil desde 17 de janeiro, quando o uso emergencial foi aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.