Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Coronavírus: uso de máscaras será obrigatório em SP

O uso será obrigatório para passageiros e funcionários do transporte público de todo o estado, incluindo ônibus, táxis e carros de aplicativos

Por Da redação Atualizado em 29 abr 2020, 20h26 - Publicado em 29 abr 2020, 13h54

O uso de máscaras passará a ser obrigatório em todo o estado de São Paulo a partir da próxima segunda-feira 4 para combater o avanço do novo coronavírus. De acordo com o governador João Doria, a medida vale para passageiros e funcionários de linhas de trem, metrô, ônibus municipais, rodoviários e interestaduais – além de táxis e carros de aplicativo.

O decreto será publicado pelo governo no Diário Oficial de quinta-feira 30, mas a medida só entra em vigor na segunda-feira 4. A ação também será adotada pelo Prefeitura da cidade de São Paulo. Vale ressaltar que desde a semana passada já estava em vigor um decreto que recomendava o uso de máscaras em todo o estado.

ASSINE VEJA

Coronavírus: uma nova esperança A aposta no antiviral que já traz ótimos resultados contra a Covid-19, a pandemia eleitoral em Brasília e os fiéis de Bolsonaro. Leia nesta edição.
Clique e Assine

Haverá fiscalização da adoção desta medida e, em caso de infração, as empresas serão inicialmente advertidas e, se houver reincidência, serão multadas. Já os passageiros que descumprirem o decreto serão apenas advertidos.

O coronavírus avança no estado de São Paulo, principalmente na capital e Grande São Paulo, que são o epicentro da pandemia no Brasil. Na terça-feira 28, a taxa de isolamento no estado e na capital foi de apenas 48%. De acordo com o governador João Doria, essa é uma taxa de alerta, sobretudo para a capital. Ele reforçou que se mantidos esses níveis, não haverá possibilidade de relaxamento das medidas de isolamento.

Continua após a publicidade

Apenas 20 municípios ultrapassaram a taxa de 53% de isolamento. O mínimo recomendado pelo governo do estado é de 50%. No entanto, desde a semana passada essa taxa tem diminuído.

LEIA TAMBÉM:
Coronavírus: quem tem rinite não faz parte do grupo de risco

Na sexta-feira 1°, será inaugurado o terceiro hospital de campanha na cidade de São Paulo. O hospital do Complexo do Ibirapuera contará com 268 leitos, totalizando 2.268 novos leitos em operação em três hospitais de campanha construídos na capital. Doria anunciou também a compra de 3.000 respiradores da China, que chegarão ao país em breve e irão abastecer o sistema de saúde de São Paulo.

Atualmente, 1.786 pessoas estão internadas em Unidades de Terapia Intensiva (UTI) com coronavírus e 1.917 em enfermarias no estado. A taxa de ocupação das UTIs na Grande São Paulo é de 85% e no estado, 68%. Já o índice de ocupação dos leitos de enfermaria na Grande São Paulo é de 75% e no estado, 47%. Até terça-feira, 28, foram confirmados 24.041 casos e 2.049 mortes por coronavírus no estado de São Paulo.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)