Clique e assine com 88% de desconto

Coronavírus: quarentena dos brasileiros resgatados deve começar sábado

Eles ficarão na Base Aérea de Anápolis; dois aviões partirão em direção a Wuhan na quarta (5)

Por Da Redação - 4 fev 2020, 19h24

O ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, deu mais detalhes sobre o procedimento para resgatar brasileiros na cidade de Wuhan, epicentro do surto do novo coronavírus. Dois aviões deverão partir em direção a Wuhan ainda na quarta-feira, 5, e têm previsão de chegada para o próximo sábado, 8.

A rota dos aviões será Brasilia, Fortaleza, Las Palmas (Espanha), Varsóvia (Polônia), Ürümqi e Wuhan (ambas na China), o mesmo trajeto da ida será usado na volta. Os outros países autorizaram as paradas das aeronaves.

O Ministério informou que até agora 29 pessoas, entre elas sete crianças, demonstraram interesse em retornar. A quarentena (de dezoito dias) será realizada na Base Aérea da Anápolis, em Goiás. Caso algum dos repatriados apresente sintomas da doença, será encaminhado ao Hospital das Forças Armadas, em Brasília. Caso o mal-estar ocorra ainda em solo chinês, o passageiro não poderá embarcar na aeronave de retorno.

O chanceler brasileiro, Ernesto Araújo, informou que há espaço nos voos para algum brasileiro que eventualmente queira retornar e ainda não tenha manifestado interesse.

Publicidade

Vídeo solicitando resgate

O grupo de brasileiros em Wuhan divulgou uma carta aberta, no dia 2, em formato de vídeo, solicitando o auxílio do governo brasileiro para retornar ao país. No vídeo, de pouco mais de seis minutos, eles afirmam que não há nenhum caso de contaminação ou sintomas de infecção pelo coronavírus.

Publicidade