Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Brasil registra pela primeira vez mais de 2 mil mortes em 24 horas

País também apresenta recorde na média móvel de novos casos de Covid-19, com 69.096,4 diagnósticos

Por Giulia Vidale Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 16 mar 2021, 19h03 - Publicado em 10 mar 2021, 19h27

O Brasil registrou nesta quarta-feira, 10, um triste recorde: 2.286 novos óbitos pela Covid-19, segundo dados do Ministério da Saúde. Além de ser o maior número diário já registrado, é a primeira vez que mais de 2.000 mortes são confirmadas em apenas 24 horas.

O número de hoje supera o recorde atingido na terça-feira, 9, quando 1.972 pessoas perderam a vida pela doença. Com a atualização, já são 270.656 mortes pelo coronavírus no país desde o início da pandemia.

LEIA TAMBÉM: Médica brasileira é um dos ícones da luta contra a Covid-19

Mortes Covid Brasil

O número absoluto de novas infecções pelo coronavírus registrados no país nesta quarta-feira é de 79.876. No total, 11.202.305 brasileiros já tiveram diagnóstico positivo para a doença.

Continua após a publicidade

As novas confirmações também representam recorde nas médias móveis de mortes e casos: 1.626,4 e 69.096,4, respectivamente, segundo levantamento de VEJA. A média móvel semanal é calculada a partir da soma do número de casos e mortes nos últimos sete dias, dividida por sete, número de dias do período contabilizado – o que permite uma melhor avaliação ao anular variações diárias no registro e envio de dados pelos órgãos públicos de saúde, problema que ocorre principalmente aos finais de semana. O valor final, comparado com as últimas semanas e meses, dá uma noção mais ampla do aumento ou diminuição do contágio.

O Brasil ocupa a segunda posição no ranking mundial de países com o maior número de óbitos causados pela doença, atrás apenas dos Estados Unidos, que registraram 528.652 mortes. Já no ranking de casos, o país está em terceiro lugar, atrás dos Estados Unidos, com 29.137.386 casos, e a Índia (11.262.707), segundo levantando da Universidade Johns Hopkins, nos EUA.

Confira a média móvel da pandemia da Covid-19 no Brasil:

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.