Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Bebidas com açúcar podem elevar pressão sanguínea

Para pesquisadores, não se deve ingerir mais de 355 mililitros de líquidos adoçados ao dia

Ingerir bebidas açucaradas em excesso pode elevar os riscos de pressão alta. O alerta foi feito por uma equipe de cientistas da Escola de Saúde Pública do Imperial College London, da Inglaterra. Segundo os pesquisadores, beber volumes superiores a 355 mililitros por dia de suco de fruta com açúcar ou bebidas gaseificadas (refrigerantes em geral) pode aumentar a pressão arterial em até 1,6 mmHg (milímetro de mercúrio). A pesquisa foi publicada no periódico americano Hypertension.

O mecanismo da ação das bebidas açucaradas sobre a pressão sanguínea, no entanto, ainda não foi estabelecido. Os cientistas acreditam que, quando presente em grandes quantidades no sangue, o açúcar desequilibra o tônus do vaso sanguíneo, além de desregular os níveis de sal – aumentando, assim, a pressão.

Para chegar aos resultados, foram analisados dados de 2.500 voluntários dos Estados Unidos e da Inglaterra, com idades entre 40 e 59 anos. Os pesquisadores descobriram que a ingestão de açúcar foi maior entre aqueles que consumiram mais de uma bebida adoçada com açúcar por dia – líquidos dietéticos não produziram o mesmo efeito.

Para cada porção extra de bebida açucarada consumida durante o dia, os indivíduos apresentaram pressão sanguínea sistólica (a máxima exercida quando o coração se contrai) 1,6 mmHg mais elevada; o avanço da pressão diastólica (pressão mínima do sistema arterial) foi de 0,8 mmHg. Isso significa que, antes da ingestão da bebida, a pressão era de 12 por 8; depois, de 13,6 por 8,8.

Doenças cardíacas – “É amplamente sabido que, se você ingere muito sal, os riscos de desenvolver pressão alta são maiores. Esse estudo mostra, no entanto, que também é importante se preocupar com a quantidade de açúcar consumida”, diz Paull Elliott, um dos autores do estudo. Segundo o especialista, a pressão alta é uma das principais causas das doenças cardiovasculares, entre elas, o ataque cardíaco.

Pessoas com pressão sanguínea na casa dos 13,5 por 8,5, por exemplo, são duas vezes mais propensas a sofrer ataques cardíacos quando comparadas àquelas com pressão de 11,5 por 7,5. Mas, no estudo, a relação entre o consumo de bebidas açucaradas e pressão alta se mostrou mais intensa naquelas pessoas que consumiam também grandes quantidades de sal por dia.

Leia também:

Refrigerantes dietéticos elevam risco de infarto e derrame